Diagnóstico Por Imagem

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM NAS DOENÇAS INFECCIOSAS DE CÃES
A importância dos meios auxiliares de diagnóstico para o auxilio na abordagem terapêutica e no prognóstico

Diagnóstico por imagem nas doenças infecciosas de cães

Na medicina veterinária a infectologia ainda é uma especialidade pouco abordada, apesar de sua importância para saúde pública e animal. Na clínica de pequenos animais, muitos médicos veterinários pensam ainda que doenças infecciosas podem ser sempre diagnosticadas e tratadas sem que sejam utilizados meios auxiliares de diagnóstico ou, no máximo, utilizam como auxílio a avaliação hematológica e sorológica. Contudo, outros meios podem contribuir na abordagem das doenças infecciosas dos animais de companhia, sendo que as imagens ultrassonográficas, radiográficas, endoscópicas e tomográficas dentre outras não só contribuem para o diagnóstico, como seus resultados podem sugerir que o médico veterinário promova mudanças na abordagem terapêutica e no prognóstico. Vejamos alguns casos:

 

Em casos agudos de vômito e diarreia sanguinolenta em filhotes de cães, o médico veterinário deve suspeitar de parvovirose, contudo, avaliações por radiografia e ultrassonografia são importantes para diferenciar a afecção causada pela infecção viral de obstruções mecânicas, muito comuns em filhotes, como as causadas por corpos-estranhos ou por intussuscepção (VÍDEO 1).

A radiografia abdominal de um cão com afecção intestinal causada por Parvovirus deverá revelar distensão do trato gastrintestinal por fluidos e gases (IMAGEM 2).

 

A cinomose é uma doença infectocontagiosa, causada por um Morbilivirus semelhante ao vírus do sarampo que pode ter apresentação clínica aguda, subaguda ou crônica, e com manifestações cutâneas, gastroentéricas, oftálmicas, respiratórias e neurológicas. Na maior parte das infecções, o vírus da cinomose (VC) atinge o encéfalo, podendo resultar em lesões degenerativas e/ou inflamatórias do Sistema Nervoso Central (SNC). Os sinais clínicos de afecção do SNC pelo VC são: paraplegia, hiperestesia, tremores, deambulação em círculos, convulsões parciais e generalizadas e mioclonias. Além da importância da radiologia para diferenciar as lesões no SNC causadas pela infecção pelo VC de doenças que afetem a medula espinhal, a radiografia torácica de cães com cinomose pode revelar pneumonia intersticial difusa (IMAGEM 3.a e 3.b) (pneumonia viral).